quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Naturalmente...

Depois de ter lido e ouvido alguns comentários, descobri que afinal a culpa pela prestação dos atletas portugueses nos Jogos Olímpicos (dentro e fora da competição) é dos jornalistas. Pois claro!

5 comentários:

Pedro Morgado disse...

Há aqui um equívoco, cara Luísa. Os jornalistas não são responsáveis pela prestação, mas sim pela imagem de "má prestação" que foi criada...

Afinal, depois de tanta crítica e comentário jornalístico, estes foram os MELHORES OLÍMPICOS DE SEMPRE para Portugal.

Luísa Teresa Ribeiro disse...

Caro Pedro,

Eu escrevi “prestação” sem adjectivar. O resto é o Pedro que acrescenta.

De qualquer forma, sim, há jornalistas que são uns malvados. Imagine-se que, apesar de também gostarem de estar na caminha pela manhã, levantam-se para fazer o seu trabalho...

Neste caso, o seu trabalho é dar conta dos resultados, é colocar questões e transmitir as respostas que as pessoas lhes dão, é lembrar metas que até nem foram traçadas por eles, é fazer contas ao dinheiro público que é gasto, é enquadrar os resultados no contexto da prática desportiva...

É curioso que os jornalistas sejam frequentemente criticados por não problematizarem as questões. E que, paradoxalmente, sejam criticados quando problematizam...

Por outro lado, verifica-se que por vezes são atribuídas aos jornalistas afirmações que são feitas por comentadores, metendo-se tudo no mesmo saco.

A questão da cobertura de eventos desportivos é muito interessante do ponto de vista de análise do trabalho dos meios de comunicação social. Certamente que estes Jogos Olímpicos darão “pano para mangas”.

Pedro Morgado disse...

Peço desculpa, mas o que eu vi nas televisões não foi problematizar mas sim opinar e fazer opinião.

Luísa Teresa Ribeiro disse...

O que eu tenho visto são sobretudo os directos noite fora e os comentários parecem-me de muito bom nível.

Maria Nunes disse...

Agora a culpa é da comunicação social? Há casos e casos...e Pequim não foi um deles. Certamente que não vi/li todas as notícias sobre os J.O., mas acompanhei muitas e não me parece nada correcto culpabilizar os transmissores da mensagem. O que me parece é que para a grande maioria dos cidadãos é, no entanto, mais fácil... e menos vergonhoso. Vá se lá entender porquê...